Inundações na drenagem urbana

Nas cidades de parte do Sul e Sudeste estamos no período das inundações, quando as chuvas são freqüentes juntamente com as inundações. Na maioria das cidades brasileiras tem sido observadas inundações freqüentes devido a acelerada impermeabilização do solo e canalização do escoamento. Isto produz aumento da magnitude das inundações na drenagem, erosão do solo e piora na qualidade da água das cidades.
Para resolver isto infelizmente os decisores investem em canais que aumentam o problema com custo muito maior do que seria necessário para uma solução sustentável através de amortecimento ou infiltração. Enquanto o amortecimento custa da ordem de R$ 10 mil/ha de bacia, a canalização poderá custar da ordem de R$80 a 140 mil/ha de bacia para transferir para jusante estas inundações.
O mais absurdo disto que na maioria das vezes estes projetos nem mesmo Avaliação ambiental possuem e o próprio poder público é o causador dos impactos com as obras de canalização. Qualquer pessoa que sofra uma inundação deste tipo, tecnicamente poderia processar o município na medida que além de desenvolver projetos que aumentam os problemas, também aprova projetos que aumentam o escoamento para jusante.
Por que isto ocorre? Devido a defasagem dos engenheiros que atuam na drenagem, interesse em projetos com custo maior por tudo que cerca uma obra maior, desconhecimento dos decisores e da própria sociedade que pede sempre a construção de uma obra, sem busca de sustentabilidade.
Para evitar isto é necessário que no planejamento da cidade sejam desenvolvidas normas para o controle na fonte do aumento do escoamento e dos impactos relacionados com a erosão e a qualidade da água. Porto Alegre é uma das poucas (se não única cidade) com controle do escoamento na fonte, mas nenhuma cidade brasileira possui controle sobre os outros dois impactos (erosão e qualidade da água). O Plano Diretor de Drenagem Urbana é essencial para controlar os impactos existentes e incluir as normas mencionadas.
Portanto, se na sua cidade estiver sendo construído um canal ou ampliado um conduto e você estiver morando a jusante, procure saber mais sobre o assunto, pois é provável que a sua casa possa receber inundação depois concluída a obra. Neste caso, procure se manifestar para suspender as obras que transfiram prejuízos. Veja no site pub;icações sobre o assunto.

About Prof. PhD Carlos E. M. Tucci

Engenheiro civil, MSc, PhD, professor aposentado do IPH-UFRGS, sócio-fundador da Rhama Consultoria Ambiental. Autor de mais de 300 artigos científicos, livros, capítulos de livros. Experiência de mais de 40 anos na área, com atuação junto a empresas e entidades nacionais e internacionais como: Unesco, Banco Mundial, BID, ANEEL, ANA, Itaipu, entre outros. Premiado em 2011 pela International Association of Hydrological Sciences.

2 Comments

  1. SIlvio

    Prezado mestre, estou estudando e pesquisando sobre drenagem urbana e este livro abaixo não é mais editado. Vexa. poderia indicar uma literatura a respeito do assunto, especificamente para dimensionamento de redes, enumeração dos trechos de caminhamento das águas, área de contribuição, critérios para o cálculo de sarjetas .

    DRENAGEM URBANA
    GERENCIAMENTO, SIMULAÇÃO E CONTROLE
    Conceito do Leitor: Seja o primeiro a opinar
    Autor: TUCCI, CARLOS E. M.
    Autor: PORTO, RUBEM LA LAINA
    Autor: BARROS, MARIO T. DE
    Editora: UFRGS
    Assunto: ENGENHARIA CIVIL E HIDRAULICA

    Aguardo manifestação.

    Obrigado.

Deixe uma resposta para lucas Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *